quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Noite

Saio pela calada da noite e mergulho no silêncio cúmplice da escuridão.
Mas dentro de mim, uma luz ilumina o caminho e segue em direcção ao Universo.
Atravesso uma "porta" e ao fundo lá estás tu a atrair-me como um íman atrai o metal.
De todas as luzes, tu és aquela que mais brilha..vou ao teu encontro, olho-te nos olhos e assim ficamos sem dizer uma única palavra, pois as palavras não seriam suficientes para escrever o que não dá para descrever..
Pelo meu corpo apodera-se uma onda de conforto, paz, amor..como há muito não sentia..
Sinto que te conheço cada gesto, cada olhar, cada palavra..como se fossemos um só, como se as tuas palavras completassem as minhas.
Sinto que me tocas, como se me conhecesses..e o meu corpo estremece apenas por imaginar.
A brisa da noite traz-me o teu perfume e com ele adormeço num sonho profundo do qual não quero mais acordar.
Todas as noites, volto ao mesmo lugar, e a luz em mim ausenta-se..só para te encontrar!

Sem comentários:

Enviar um comentário